Furacões


Estava tudo calma, nem avia vento ou corrente nas aguas profundas
Eu me sentia bem, eu conseguia sorrir e expressar tudo o que sentia
Eu sabia que havia algo de estranho, pois mare calma são as piores.
As coisas acontecem estranhamente, sem sentido, alguns vão e vem
outros voltam por favores mas os sinceros por ‘amor’
Eu não intendi nada, mas era o melhor, e agora nada restou
Bom na verdade restou uma duvida um medo, angustia
Seria melhor se tivesse pegado a mare e se afogado com o passado
Mas preferiu retornar e com sigo todas as ‘dores’
Volto a espalhar toda a escuridão e tristeza
Como numa tempestade de furacões que vem e vão
Você me atormenta e me faz tão bem
Gabriely Simas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...