O mesmo



Depois de todos esses anos eu ainda sinto tudo aquilo quando eu olho pra você, quando meus olhos encontram o seus é inevitável não lembrar de tudo.
De quando você me tocava, quando me beija, quando se aproximava ou simplesmente quando me olhava.
O jeito que você me olha hoje já não é o mesmo jeito que me olhava antes, mas assim mesmo eu com toda minha tolice sinto o mesmo.
Sei que essas palavras jamais serão lidas por seus olhos, e que seus lábios jamais pronunciaram o meu nome da mesma forma que já houvera pronunciado.
Mas mesmo assim quero que saibas que nada mudo, a vida apenas teve que continuar de um jeito não muito agradável, pois o tempo não consegue parar para esperar as coisas se ajeitarem.
Gabriely Simas

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...