Agora eu sei

Sabe tava aqui andando por ai, sem nada pra fazer, sem rumo pra seguir apenas acompanhada com o vento que trazia a lua, e com o velho violão que nem tocava mais.
Derepente foi sentindo o sereno que caia em meus ombros descobertos que já sentia frio.

Meu olhar nem conseguia desviar das estrelas que brilhavam no céu que tinham certeza que La onde você estive teria, beijando os lábios de outra.
Mas não importa afinal o importante aqui é que um dia acon
tece um andando do jeito que eu estava passei em frente do barzinho onde nos conhecemos e do jeito engraçado que tudo começou...
...Aquela taca de vinho em minha blusa branca e do desconhecido me emprestando sua camiseta vermelha...
E do lugar que combinamos para devolver a camiseta, um restaurante chinês sabe foi i pior jantar da minha vida pra compensar foi engraçado apesar, depois caminhamos algumas quadras ate eu encontrar com algumas amigas. E te deixar sozinho.

Após dois dias lembro-me de tocar o telefone...

...Alo...
Era você me perguntando o que eu ia fazer final de semana, te despachando falei já tinha compromisso.

Eu nem queria saber quem era muito menos te encontra de novo.

Na outra semana de novo me telefona-se, e na seguinte, e na seguinte, nessa me falaste que se eu não queria sair era só falar, eu sem jeito falei que nesta não dava porque ia ajudar no serviço comunitário, mas sai no próximo, era verdade.

O que não esperava era encontrar com você no sábado, pra piorar ficamos no mesmo grupo e deveríamos pintar casas.

Aquele dia após o serviço estávamos muitos cansados, e você me convidou para comer uma pizza, eu aceite.

Acabamos ficando La na pizzaria lar, ate as onze.

O próximo sábado chego e fomos a uma danceteria não queria ficar sozinha com você de jeito nenhum.

Foram setes sábados assim ate, no sábado do serviço comunitário chegar.

Saindo dele fomos a um barzinho que ficava, no mesmo lugar que estou agora.

Lembro bem que você pediu um suco de gengibre, e eu morri de ri.

Você desistiu o suco, e fomos dar uma volta na praia.

Já era noite, andamos uns vinte e cinco metros sentamos, ficamos olhando as estrelas e ouvindo o mar.

Eu tentava lembra que você era um estranho, e que não havia ninguém por perto, mas o desejo de te beijar era maior.

Quando ia beijá-lo me surpreendeu, beijando imediatamente te interrompi e sai correndo.

Depois disso você passou a ligar todos os dias, passaram se duas semanas quando resolvi atender, mal falei oi e você já começou a pedir desculpas quando gritei te interrompendo, te chamei pra sair no sábado.

Sábado chegou quando te encontrei parecia que uma parte tinha voltado. Você nem me deixo fala “oi” foi logo me pedindo em namoro.

Eu totalmente sem saber aceitei.Bom ai se passaram cinco meses maravilhosos, e um infernal, ate chegar a três dias atrás quando por telefonema, falei com você que falo chega não consigo mas, pra mim deu.

Se passaram três dias e estou viva, sim consigo sobreviver sem, você mas será melhor com você.

Olhando as estrelas, ouvindo o mar e tocando o velho violão, escuto uma voz que me falou o seguinte.

Voltou pra mim?Faz-me feliz?Mostra-me o mundo?E em troca te ofereço todo o meu amor pra sempre.

Eu dessa vez sabendo o que tava fazendo te falei.

Sim, mas quer saber? Você pode ate me dar todo o seu amor pra sempre, mas eu só o quero enquanto dura, porque agora sei que consigo viver sem você, mas sempre vou esta aqui...

4 comentários:

  1. bem legal...
    isso que é talento!!

    ResponderExcluir
  2. Brigadaa saraa..
    Juraa que eh talento nehhh
    shashahshahsha
    Brigada Patrick ^^

    ResponderExcluir
  3. ou isso foi pra mim ?
    Ass:A.L.P.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...